Opinião: João Pisco

28 Julho, 2017

Hoje retomamos os artigos de opinião com João Pisco, cervejeiro da Deck Beer Lab.

Introdução

Olá a todos, sou o João Pisco, cervejeiro na Deck Beer. A nossa cerveja é produzida na região de Cascais, temos uma pequena fábrica com um volume de produção de 2000 l mensais. A cervejeira foi fundada  em Julho de 2014 e pertence a dois sócios: eu e o meu amigo Miguel Lima.

A nossa estratégia remete-se para uma venda regional. O Miguel é gerente de espaços de restauração onde a nossa marca tem um lugar privilegiado. A nossa cerveja nasceu, como muitas outras, de momentos passados com amigos a experimentar e a brincar. Desses momentos cheios de gozo, começaram a aparecer as nossas “meninas” e percebemos que a cerveja até se bebia e o pessoal pedia mais, e foi isso mesmo que quisemos criar: mais e melhor cerveja.

Sobre o estado actual da cerveja artesanal em Portugal

Neste momento vivemos a explosão da cerveja artesanal. Claro que qualquer pessoa atenta percebe isso pois todos os dias aparecem mais cervejeiros e projectos relacionados com a cerveja, o que é espantoso e admirável.

Esta explosão está a empurrar todos os envolvidos na indústria no sentido de evoluir à “velocidade da luz”. Perante a rapidez da evolução da indústria, as cervejeiras que querem permanecer no mercado necessitam de apresentar novos e melhores produtos, melhorando os seus equipamentos, conhecimentos, estratégias e abordagens.

Actualmente não é vida fácil ser cervejeiro, aliás, penso que não é vida fácil ser empreendedor e trabalhador por estas bandas (leia-se Portugal), mas é o país que temos e não se ganha nada em chorar. Fazer cerveja de qualidade não é simples e envolve muita dedicação e amor. São inúmeros os dias que passamos a desenvolver uma receita, a produzir os nossos lotes, a viajar por Portugal a frequentar festivais, a procurar clientes e a “evangelizar” os consumidores.

Na realidade por vezes este negócio transcende essa qualidade e transforma-se numa missão. De facto a cerveja é algo desconhecido pelos portugueses e não me esqueci da palavra artesanal, queria mesmo dizer que os portugueses não sabem nada sobre cerveja. Porque num país onde só se conhece um estilo de cerveja, assume-se que não podem perceber nada sobre o assunto. Repare-se que não estou a dizer mal das grandes cervejeiras e dos seus produtos, apenas refiro que não existe cultura cervejeira em Portugal por isso mesmo.

Digo que isto é mais do que um negócio, é também uma missão. Felizmente os cervejeiros portugueses estão a corresponder e estão a criar produtos de grande qualidade. Se fizermos um gráfico que relaciona o tempo de vida das cervejeiras e a qualidade dos seus produtos, ficaríamos espantados com os resultados. Não acredito que haja outro local com prestações semelhantes às nossas.

Perspectivas para o futuro

Neste momento, o mercado português é muito pequeno e ainda verde e uma cervejeira para sobreviver, necessita de vender os seus produtos com um lucro interessante.

Acredito que nos primeiros anos de actividade, as nossas imensas cervejeiras consigam resistir às “intempéries”, mas não é possível subsistir sem retorno e imagino que a maior parte das novas cervejeiras irá desaparecer, ou manter-se num mercado muito restrito e local. São as leis de mercado a funcionar e já cá estavam antes de nós.

Agora, nada substitui dares a provar a tua cerveja a alguém e veres a cara da pessoa a transformar-se enquanto prova aquilo que tu produziste, com as tuas mão e o teu amor. A face abre-se num sorriso e dizem que está deliciosa e que nunca beberam nada assim. É isso que nos dá alento e faz-nos acreditar que amanhã será um dia melhor.

– João Pisco, Deck Beer Lab.

 



Ao usar o nosso website, concorda com a utilização de cookies. mais informação

As configurações de cookies deste website estão definidas para permitir "cookies", de forma a providenciar a melhor experiência de navegação. Se continua a utilizar este website sem mudar as suas configurações de "cookies", ou carregar no botão "Aceitar" abaixo, você concorda com o uso de "cookies".

Close